Sesc Verão agita São João

Pela primeira vez de forma presencial, a Sesc Verão 2022 veio com repletas atividades na Vila Olímpica de São João de Meriti e agitou o fim de semana de quem gosta de esporte e lazer nos dias 30 de janeiro, 5 e 6 de fevereiro.


Foto: Prefeitura de São João de Meriti - Beto Oliveira


A programação é feita pela parceria entre a Secretaria de Esporte e Lazer de São João de Meriti e o Sesc , contando com diversas atividades gratuitas de modo a contemplar diversas faixas etárias , como banda da harmonia da fanfarra , ponto de leitura , massoterapia , oficinas de beach tênis, skate , atletismo, futmesa , sarau de slam poetas compulsivos, contação de história , ponto de leitura , exposições ,entre outras .Além das participações de Bernardinho e o time de voleibol feminino do Flamengo que houve neste domingo e no dia 6 de fevereiro a presença do bicampeão Olímpico Giovane Gávio. Até o dia 20 de fevereiro a SescRio pretende levar uma programação diversa e completa para mais de 30 cidades do Estado, com atividades esportivas, shows, recreação e muito mais.




Foto: Izabela Nogueira

Uma das grandes atividades que fazem parte da programação do Sesc Verão é a exposição a Ciência do Som, ela junta diversos instrumentos construídos e pesquisados pelos expositores nos seus mais de vinte anos de pesquisa na área . A exposição mostra instrumentos tradicionais de diversas culturas e instrumentos criados durante o período de pandemia , como os instrumentos com o foco em contato com os pés , o " pife de pé" .

O expositor Marco Arruda, que é Coordenador e um dos fundadores do Projeto Ciclo Natural ,trouxe para a exposição amostras de seu projeto que ele pesquisa desde 2001 com um dos fundadores do Projeto , Ciro Kastrup . O Projeto Ciclo Natural desempenha vários tipos de atividades , como shows , oficinas , exposições , consultorias para empresas entre outras coisas. Marco falou sobre a importância do contato da arte musical com as pessoas :


"Vem do lado lúdico . Para as crianças o fato delas verem diversos instrumentos de material reaproveitável que são considerados lixo ou sucata, virar instrumentos musicais, é muito legal. Assim como a parte da pesquisa, a musicologia que pesquisa instrumentos a fundo , de diversas culturas de países africanos . Mesmo para as pessoas que não vão se tornar músicos, é importante este contato com os instrumentos, desde a parte da coordenação motora até do próprio conhecimento , a pessoa pode usar isso na sua carreira, no seu dia a dia . Além das pessoas que têm contato com a música e podem construir estes mesmos instrumentos para uso próprio , usando em shows, apresentações, ou vendê-los , usando isso como uma forma de renda . A informação que pode ser feita através dessa amostra é muito variada".




A programação completa da Sesc Verão vocês encontram na

@sescsaojoao e www.sescrio.org.br

62 visualizações