• Bárbara Nascimento

PROJETA ROCINHA: Audiovisual no Morro Dois Irmãos

Atualizado: Jan 22


Se é impossível ocultar as favelas da paisagem carioca, mais complicado ainda é negar a arte e a cultura produzidas nesses territórios - ainda que historicamente tenha se tentado. O Projeta Rocinha inviabiliza qualquer possibilidade de apagamento. Afinal, trata-se da maior favela da América Latina! E nos dia 22, 23 e 24 de janeiro, será também a maior tela de projeção. Isso porque o Morro Dois Irmãos, um dos símbolos do Rio de Janeiro, exibirá produções de audiovisual direto da pedra.


O Projeta Rocinha, idealizado pelo produtor cultural e líder comunitário Maurício Soca, tem o objetivo de chamar atenção para o que se é produzido na favela e possibilitar a reabertura da Casa de Cultura da Rocinha, espaço de desenvolvimento artístico e cultural muito significativo para o morro, mas que por falta de recursos ficou fechado por 16 anos.




"A mobilização é orgânica. As pessoas vão chegando, vão se identificando...e assim temos um grupo de jovens fazendo acontecer da maneira que pode, no tempo que pode... e o resultado está sendo positivo." (Maurício Soca, idealizador do Projeta Rocinha).


Essa galera vem sendo coordenada por Grécia Valente. Nika Andrade, outra cria da Rocinha e braço direito do Soca, é a responsável pela produção local. Já a curadoria é assinada por Mônica Nega, nascida na Cidade de Deus e ex-moradora do Vidigal. É a favela exibida por favelados!


A Rocinha irá projetar além de si, a sua coirmã. Haverá momentos em homenagem aos 80 anos oficiais do Vidigal. A cada dia um artista nascido em favela será homenageado. São eles: Luís Melodia, Renato da Rocinha e Babu Santana A programação trará entretenimento e conscientização de forma leve e divertida. O intuito é mostrar que a favela é muito mais que rótulos marginalizantes. Os conteúdos que serão transmitidos trazem a diversidade desse universo chamado favela.

Você deve estar se perguntando como o áudio será transmitido, né? Respondo: será usada a mesma técnica que ocorre em drive-in e rádios comunitárias locais transmitirão. Apenas quem mora na Rocinha ou possui vista para o Morro Dois Irmãos (direção Gávea) poderá assistir à transmissão diretamente da pedra. Para que todos os outros possam acompanhar a esse momento mágico na história das favelas, a indicação é assistir através do Portal Favelas. Eu, Ninho Vidigal, Patrícia Félix e Álvaro Maciel estaremos direto da Rocinha fazendo a cobertura do evento.


A programação conta com curtas, clipes, entrevistas e depoimentos incríveis. Entre os curtas, teremos Janelas Daqui”, de Luciano Vidigal, que traz depoimentos de moradores do Vidigal a respeito da pandemia da COVID -19, “A fábula da Vó Ita”, de Joyce Prado e Thalita Oshiro, filme que aborda a valorização da estética negra e “O Pião”, de Karina Mello. Ao final dos curtas, um longa-metragem será exibido, são eles: Minha Mãe é Uma Peça 3 (Paulo Susana Garcia), Gonzagão: de pai pra filho (Breno Silveira) e Fala Sério, Mãe 3 (Pedro Vasconcelos) .


Como parte da equipe (generosamente convidada para ser responsável pelo conteúdo do Vidigal e representante do Portal Favelas) pude acompanhar de perto o empenho em coletar imagens, o cuidado na seleção e edição dos conteúdos e na disposição de todos os envolvidos para resolver as demandas que surgiam. Essa gana vem do orgulho do pertencimento. Vem do desejo de se ver representado e representar os seus de forma grandiosa. Todos parecem saber que estão construindo algo belo e potente para a representatividade de todas as favelas.


"Eu posso garantir que coisas boas acontecerão após a projeção. Eu sinto, mas só o tempo e a união dos nossos vai dizer". (Soca)


O Projeta Rocinha é cultura, memória, pertencimento e entretenimento, em plena pandemia, sem aglomerar. Segundo os organizadores, essa será a maior projeção interativa ao ar livre da América Latina. Se considerarmos o público de 150 mil espectadores que a Rocinha tem, não há como duvidar.


"Na verdade, nem sei se sou o idealizador. Esse é um mérito do universo. É um momento especial, em que as pessoas estão bem para baixo e o Projeta Rocinha vem adocicar a vida das pessoas que estão sofrendo por causa da pandemia. Espero que as pessoas curtam, que saiam daquele momento de tristeza de não sair de casa, não poder trabalhar, assistindo os conteúdos de suas janelas, varandas e lajes; que tenham três dias de alegria através do poder da arte de mexer com o interior de alguém". (idem)


Embora o Soca, sempre poético, diga que "o Projeta é uma centelha no mundo da sétima arte", ele afirma que o projeto "é um pouco de algo que é maior que a própria Rocinha". O que eu sei é que essa favela e seus moradores são gigantescos e isso será reafirmado neste fim de semana.


Para ficar por dentro da programação do Projeta Rocinha, siga @projetarocinha. Acompanhe as redes sociais do Portal Favela e acesse o link da transmissão de cada dia do evento. Segue o da abertura, sexta-feira, 22/1, a partir das 19 horas.


https://www.youtube.com/watch?v=gd-KpSmjfho

642 visualizações

O Portal Favelas é uma construção coletiva de moradores de favelas, para falar de e para as favelas, por meio da integração dos diversos canais de comunicação locais ou regionais.

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
  • Twitter