Morte e dor transformados em arte - Chacina nunca mais

Artistas grafiteiros e vários lugares fizeram uma ação transformadora nos muros e portas marcados pelas balas da chacina, na favela do jacarezinho. Por iniciativa de um grupo liderado pelo Lab Jaca (Laboratório digital do Jacarezinho), e do projeto Voltando à Escola, estes artistas coloriram os muros da tragédia como se, numa linguagem lúdica, passassem o recado de PAREM DE NOS MATAR.

A ação foi acompanhada por 10 fotórgafos da região e documentado pelo jornal MAREONLINE.COM.BR

A matéria de Amanda Pinheiro, do maré de Notícias, revela momentos desta ação e conversa com Bruno Souza um dos fundadores e hoje coordenador do Laboratório de dados e narrativas de favelas e periferias, o Labjaca, uma das organizações responsáveis pelo grafite.

Ele afirmou que o objetivo da pintura é levantar a autoestima da favela depois da chacina, e que alguns moradores mais idosos pediram para que os muros de suas casas fossem pintados. “Foram muitos senhores de idade que paravam a gente na rua e pediam para que os muros de suas casas ganhassem um desenho, um grafite ou até um quadro de arte. É uma ação muito importante e a receptividade da favela é gigantesca.”


(foto da capa desta matéria é de Lenon Felício - Lab Jaca)


veja a íntegra da matéria da Mareonlinde neste link <https://mareonline.com.br/em-jacarezinho-muros-marcados-pela-chacina-sao-grafitados/>

7 visualizações