Minha Arte - minha vida


TV PORTAL FAVELAS

Programa Arte Contempolítica

Tema: Minha Arte - minha vida!




Minha Arte, minha vida!

Nesta feira (04), às 21h teremos mais uma edição do programa Arte Contempolítica, a primeira do mês de fevereiro. Vamos receber dois atores negros; ativistas culturais e bastante conhecidos do público, Paulinho Sacramento e Nando Cunha. Em nosso bate papo “Minha Arte, minha vida” discutiremos o fazer artístico e como anda vida dos artistas, tanto no aspecto profissional, quanto no afetivo, diante da tragédia global, que nos atinge neste momento e que gera tanto sofrimento para nosso povo.


Paulinho Sacramento - Cineasta, gestor público de Cultura, carioca de Bonsucesso, morador da Lapa. Produtor, Idealizador de eventos, de grupos culturais, empresas, núcleo político, como: Ogun Filme, Casa de Cultura Saravá Bien, Rio Mapping Festival, Família Beco do Reggae, Coletivo BPM Mapping e Núcleo Saravá Cultural do PT RJ.


Nando Cunha - Ator, operário da arte, um negro em movimento, defensor dos direitos humanos e do estado laico. Alguns de seus trabalhos na TV: As aventuras de Poliana Tomara que caia, Geração Brasil e Salve Jorge do personagem Pescoço.

No teatro: Filho do Pai , Oi Quer Teclar, Lima Barreto.

No Cinema: Curtas - Teleentrega, no festival de gramado e festival da Espanha, onde recebeu o prêmio de melhor ator. Longas - O Novelo, A Volta , O pulo do gato , Os Suburbanos, Tim Maia, Trinta ,Apaixonados e Lascados. Séries - Os Suburbanos, Cinema de Enredo e Me Chama de Bruna.


“Cultura, o primeiro setor a parar e último que retornará”

Essa foi a frase que mais ouvimos no campo da cultura quando a primeira onda da pandemia da convid-19 nos pegou e causou o fechamento dos equipamentos culturais. De lá para cá tivemos o socorro salvador da LAB – Lei Aldir Blanc, de autoria da deputada federal Benedita da Silva e relatoria da deputada federal Jandira Feghali. A execução da LAB, que é uma lei emergencial, ainda está em execução; ou seja, artistas, grupos culturais, produtora e iniciativas comunitárias que foram contemplados de alguma forma pela LAB estão, neste momento, tentando executar seus projetos culturais.


O Pós Lei Aldir Banc

Vamos saber o que fizeram Sacramento e Nando para enfrentarem a crise sanitária e suas perspectivas para o biênio 2021/2022 e como ficará a situação da Cultura Brasileira após a finalização desses projetos? Como será a vida dos trabalhadores da Cultura no “pós LAB”.


Apresentação: Álvaro Maciel e Rumba Gabriel

39 visualizações