• Redação

Mapa revela grupos armados do Rio

Foi lançado nesta segunda-feira (19) o mapa dos grupos armados do estado do Rio de Janeiro em 2019, que tem como objetivo auxiliar no trabalho de pesquisadores, jornalistas, gestores públicos, operadores do sistema criminal, bem como informar a sociedade civil, servindo como ferramenta que possibilite estimar a dimensão do controle armado dos diferentes grupos.



O mapa é uma parceria do Fogo Cruzado com o Disque Denúncia, o Grupo de Estudos dos Novos Ilegalismos da Universidade Federal Fluminense (GENI/UFF), o Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo(NEV-USP) e a plataforma digital Pista News


Para esse primeiro estudo, foram analisadas 37.883 denúncias coletadas através do portal do Disque Denúncia que mencionavam milícias ou tráfico de drogas em 2019. Após uma triagem, foram validadas 10.206 denúncias que serviram de base para criação do mapa dividindo as áreas do Rio de Janeiro de acordo com seu grupo de domínio (Comando Vermelho, Terceiro Comando, Amigos dos Amigos e Milícias).


Um dicionário de termos presentes nas denúncias foi desenvolvido para definir o controle de cada grupo armado sob uma determinada área. Após isso, foram definidos três critérios agregadores desses termos: controle territorial, controle social e atividades de mercado.

Com base nesse levantamento, foi possível verificar a abrangência das milícias, que no ano passado apareceram controlando 25,5% dos bairros, que totalizam 57,5% da superfície territorial da cidade do Rio de Janeiro e 33,1% da população carioca.

Desenvolvido ao longo de 18 meses com dados coletados em todo o ano de 2019, o próximo passo é a produção de uma série histórica com dados mapeados a partir de 2005 e a integração com o mapa atualizado fornecido pelo Pista News.

Veja o estudo completo aqui.



O Portal Favelas é uma construção coletiva de moradores de favelas, para falar de e para as favelas, por meio da integração dos diversos canais de comunicação locais ou regionais.

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
  • Twitter