Lula e Freixo no seminario de pop em situação de rua

Covid e População de Rua, Trabalho e Renda, Saúde Psicossocial e Diversidade nas Ruas são alguns dos temas a serem discutidos no Seminário População em Situação de Rua. RESISTIR E EXISTIR, que será realizado nos próximos dias 17 e 19 com a presença de convidados online. O Seminário será virtual, gratuito e aberto a toda a sociedade.

O evento terá a participação, entre outros, do ex-presidente Lula, do deputado Freixo, do padre Júlio Lancelotti, da prefeita Margarida Salomão, de Maralice (MNPR) e Anderson Lopes Miranda, ex-morador de rua e representante do Movimento Nacional de Luta em Defesa da População em Situação de Rua (MNLDPSR).

A iniciativa é da Comissão Especial de População em Situação de Rua da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, em parceria com o Departamento de Serviço Social da PUC-Rio e a University of Dundee.


“Derrotar esse projeto é o primeiro passo para tornar o Brasil um país efetivamente de todas e todos, para o Brasil
ser feliz de novo”, afirmou o vereador Reimont, presidente da comissão e autor da Lei, que instituiu a Política Municipal para a População em Situação de Rua, no Rio de Janeiro.

A lei 6.350 foi promulgada pela Câmara dos Vereadores do Rio em maio de 2018 e batizada de Lei Maria Lúcia Silva, em homenagem à líder nacional do Movimento da População em Situação de Rua, que faleceu pouco antes da promulgação.

A lei carioca é inspirada no Decreto 7.053, assinado pelo presidente Lula em 23 de dezembro de 2009, que instituiu a Política Nacional para a População em Situação de Rua, um projeto construído de modo coletivo e democrático, assim como a criada (e até hoje não regulamentada) para o Rio.

O seminário será realizado de 9h às 12h dos dias 17 e 19 de agosto de 2021. Quem tiver interesse, pode se inscrever aqui - www.seminariopoprua.com.br

28 visualizações