Linha direta para a cidadania


Enquanto a pandemia castiga a população fluminense, toda ajuda e suporte são necessários. Atenta aos próprios recursos e capacidade de atendimento, a Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Alerj anuncia número de telefone para denúncias em situações de urgência. Pelo menos seis mil casos chegam à CDH por ano.


Presidente da CDH, a deputada Dani Monteiro afirma que o ZAP da Cidadania tem como objetivo garantir que os atendimentos não cessem, ainda que o acesso pessoal seja limitado.


"O telefone estará ligado. A pandemia e o necessário distanciamento social restringem o atendimento presencial. Mas é importante que os cidadãos fluminenses saibam que podem contar com esse canal, podem contar com cada um de nós que atuamos na CDH. Estamos atentos e de braços abertos para acolher e ajudar a buscar soluções. O trabalho é intenso, assim como o empenho em garantir que mais pessoas possam contar conosco para ter seus direitos resguardados.”


A linha direta pode ser usada para denúncias sobre violência doméstica, relações trabalhistas abusivas, violência policial e violação de direitos em quaisquer esferas. A equipe está a postos pelo ZAP da Cidadania.


O número (21) 99670-1400 recebe mensagens em qualquer horário. A resposta é certa, e o sigilo é garantido.

50 visualizações