Jovem é morto no Complexo do Chapadão


O entregador Lucas Martins de 22 anos, foi morto nesta quarta-feira (24), em uma operação no Complexo do Chapadão. De acordo com relatos de moradores, a ação da polícia militar, começou por volta das 21H30 da noite. “Estava me preparando para assistir ao jogo na tv quando escutei tiros”, relatou uma moradora do Complexo do Chapadão, comunidade localizada na zona norte do Rio de Janeiro.

Ainda segundo os moradores, os policiais adentraram a comunidade, conhecida como a Força do Povo, pela rua Alcobaça, e estavam descaracterizados e com carros sem identificação. Os agentes entraram pelas casas da Rua Alcatraz e Moraes Pinheiro, onde começou a troca de tiros. “Os policiais vieram por trás das casas até o local e o caveirão entrou. Foi quando começou a troca de tiros”, conta.

Uma moradora que não quis se identificar contou ainda o momento em que o entregador foi morto “Depois que mataram ele, colocaram ele dentro do caveirão. A mãe do menino foi lá desesperada querendo ver o corpo do filho. Deixaram ele morrer.”, diz. Um vídeo que circula nas redes mostra o caveirão indo embora enquanto moradores da região tentam socorrer o menino.


Na manhã do dia seguinte, moradores protestaram em frente à delegacia que registrou o caso. Moradores e familiares entoavam gritos de justiça e paz.


Em resposta ao Voz das Comunidades, a assessoria da Polícia Militar informou somente sobre ações ocorridas na quinta-feira (25), durante protesto em duas vias principais que dão acesso às favelas. Segundo eles, policiais do 41ºBPM foram deslocados para as ruas Beberibe e Moraes Pinheiro para impedir manifestantes de atear fogo em pneus.


Fonte: Voz das Comunidades

7 visualizações