Igreja em Manguinhos é obra de Niemeyer

Inaugurada em 1960, a igreja São Daniel, localizada na rua Maranhão, 1 – 43, Manguinhos, zona norte do Rio de Janeiro, foi um projeto de Oscar Niemeyer. A obra foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Cultural (IPHAN) em 1998, por decreto municipal. Na sua inauguração, contou com a presença do então presidente do Brasil Juscelino Kubitschek, do arcebispo do Estado da Guanabara e do Governador. “Um fato interessante foi o presidente do Brasil descendo de helicóptero aqui em Manguinhos”, conta Elenice Pessoa, funcionária da Fiocruz e ativista do complexo de Manguinhos.


Foto: Reprodução

A decoração simples e sofisticada da igreja traz detalhes únicos. Toda a sua circunferência é de vidro verde, azul e amarelo. Para a jornalista Paloma Gomes, a importância da comunicação também se dá por estes motivos, para tirar a má impressão causada pela grande mídia e pela sociedade em geral sobre as favelas. “Como sempre, a comunicação está na função de diminuir as distâncias implementadas pelo sistema governamental para dentro dos territórios que são colocados à margem social. Para isso, é importante que a comunicação priorize a construção coletiva”, diz.

“Conjunto de princípios e regras que são base de uma Instituição”, é assim que o dicionário define o significado do verbete “arquitetura”. Segundo o dicionário Michaelis, a palavra “favela” quer dizer: “área de povoamento urbano, formada por moradias populares, onde predominam pessoas menos favorecidas”. Já no sentindo pejorativo, o dicionário a define como: “qualquer lugar que cause má impressão por ser desorganizado, por ter aparência desagradável e/ou por ser habitado ou frequentado por pessoas de baixa renda”.


Foto: Renata Dutra

As palavras têm significados distintos, mas, em Manguinhos, favela do Rio de Janeiro, foi possível juntar estas duas realidades. Isso porque o arquiteto Oscar Niemeyer, principal arquiteto do país – com obras como a Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida, o Museu de Arte Contemporânea de Niterói, o edifício Copan, o Palácio do Planalto, entre outros – projetou a Igreja São Daniel. Inspirada em uma hóstia, que simboliza o corpo e o sangue de Cristo na Igreja Católica, a igreja, com capacidade para 300 fiéis, é considerada um ponto turístico na comunidade e um motivo de orgulho. Para Elenice, a igreja faz parte de sua história “Fiz minha primeira comunhão em 1969 e até hoje frequento e luto para que ela continue fazendo parte da história de Manguinhos, tanto no campo religioso como no social”, diz.

A capela conta com obras como a Via Sacra, pintada por Alberto Guignard, professor brasileiro que ficou famoso por retratar paisagens mineiras; réplica em sabão pedra de São Daniel, uma obra de aleijadinho; e a igreja é cercada por vitrais holandeses. “Ninguém pode permanecer insensível às desigualdades que ainda existem no mundo”, afirmou Papa Francisco ao portal de notícias G1, em sua visita a Varginha, em 2013 – uma das comunidades que fazem parte do Complexo de Manguinhos. E finalizou com um pedido por uma cultura de solidariedade e para substituir o egoísmo e o individualismo que prevalecem na sociedade moderna.




Quem foi Oscar Niemeyer


Foto: Valor

Oscar Niemeyer foi um arquiteto brasileiro considerado uma figura importante para o desenvolvimento da arquitetura moderna. Nascido em 15 de dezembro de 1907 no Rio de Janeiro, ele faleceu no dia 05 de dezembro de 2012, deixando filha e netos.

Entre suas principais obras estão: Edifício Gustavo Capanema (Rio de Janeiro), Conjunto Arquitetônico da Pampulha (Belo Horizonte), Sede da Organização das Nações Unidas (Nova York, Estados Unidos).

No final dos anos 50, Niemeyer foi convidado pelo presidente Juscelino Kubitschek a participar da construção de Brasília.

23 visualizações