Fortes chuvas causam estragos em Favelas do Rio de Janeiro

Na tarde de domingo (12), uma tempestade tomou conta da cidade do Rio de Janeiro e trouxe problemas para grande parte da população. Cerca de 16 sirenes foram acionadas e a cidade entrou em estágio de atenção. Com a chegada de dezembro, é comum no Rio de Janeiro, fortes chuvas que causam alagamentos e estragos na região.


Foto: Parceiros do Vidiga

De acordo com o Centro de Operações da Prefeitura, a previsão era de chuva moderada a forte na região metropolitana, e por volta das 16h25, a cidade entrou em estágio de atenção e havia relato de enchentes por diversas regiões. Além disso, houve registro de queda de pelo menos 12 árvores. O estágio de atenção é o terceiro nível em uma escala de cinco, e significa que uma ou mais ocorrências já impactam o município.

No Complexo de Manguinhos, localizado na zona norte do Rio, é comum ter enchentes nesta época do ano. Vale ressaltar que na noite de ontem, o sistema alerta Rio informou que as rajadas de vento atingiram 68,km/h. Segundo o Climatempo, o motivo da tempestade seria por conta do forte calor e alta umidade deste domingo, formando um corredor de temporais. Na comunidade houve registro de enchentes e moradores se mobilizaram nas redes sociais.

Em uma publicação feita pela página no Facebook, da Comacs Manguinhos, que é destinada a informações do que acontece na comunidade, uma moradora comentou “Moro nessa área e sempre foi assim, é assim na Leopoldo Bulhões, av. dos democráticos, av. suburbana. Durante anos e nunca mudou”, diz.


Foto: Comacs - Manguinhos

Além de Manguinhos, localidades como: Complexo da Penha e Complexo do Alemão também foram afetadas. Um barranco desceu o Morro do Adeus, localizado no Alemão, e com as forte chuva, a água atingiu a sede do projeto social “Resgatando a Inôcencia”. Já no complexo da penha uma calçada chegou a desabar, atingindo carros que estavam estacionados.

O prefeito do Rio, Eduardo Paes se manifestou em suas redes sociais, além de pedir para a população evitar se deslocar, disse ainda como estava a situação da cidade “Situação mais calma na cidade. Nenhum incidente mais grave. Fenômenos como esse podem se repetir nos próximos dias. Importante a atenção de todos. Permaneçam sempre em locais seguros”, publicou há cerca de 16 horas.


Há previsão de novos temporais até a quarta-feira (15). A prefeitura do Rio fez algumas recomendações a população em caso de temporal, veja:

· Não se desloque pelas regiões mais afetadas pela chuva

· Evite áreas sujeitas a alagamentos e/ou deslizamentos

· Não force passagem de veículos em áreas aparentemente alagadas

· Em casos de ventos fortes e/ou chuvas com descargas elétricas, evite ficar próximo a árvores ou em áreas descampadas

· Em pontos de alagamento, evite contato direto com postes ou equipamentos que possam estar energizados

· Evite contato com a água de alagamentos, a água pode estar contaminada e oferecer riscos à saúde

· Verifique se há sinais de rachaduras em sua residência. Ao perceber trincas ou abalo na estrutura, acione a defesa civil pelo número 199 e evite ficar em casa

· Moradores de áreas de risco precisam ficar atentos aos alertas sonoros. O acionamento das sirenes indica perigo de deslizamento. As pessoas devem se deslocar para os pontos de apoio estabelecidos pela defesa civil municipal. Os locais são informados pelo número 199

· Fique atento às informações divulgadas pelos veículos de comunicação e redes sociais do Centro de Operações do Rio – COR

· Se necessário, use os telefones de emergência:

Corpo de Bombeiros – 193

Defesa Civil - 199




37 visualizações