Feliz Aniversário Copapacabana - 129 anos de multiculturalidade

Atualizado: Jul 7

Por Álvaro Maciel

Foto do Morro dos Tabajaras - Favela situada extamente acima do Túnel Velho




Até 1892 Copacabana não era considerada um bairro, mas um recanto maravilhoso e pouco acessível. No dia 06/07 desse ano algo aconteceria para mudar de vez historia local. A vinda do presidente em exercício, Marechal Floriano Peixoto para a inauguração do Túnel de Real Grandeza foi decisiva. Durante o evento foi lavrada a ata que marcou, oficialmente, o nascimento do bairro de Copacabana. O bairro nasceu ali próximo à ligação viária com o bairro de Botafogo, hoje conhecida como Túnel Velho, que oficialmente se chama Túnel Alaor Prata, no acesso entre a Rua Real Grandeza e atual Rua Siqueira Campos, na época Rua do Matoso.



Naquele tempo não se pensava, aliás, nunca se pensou, em uma política habitacional para a classe trabalhadora. E como na Cidade do Rio de Janeiro havia um grande número de pessoas recém-libertas da escravidão sem direito algum, a construção do túnel acelerou não só o desenvolvimento do bairro, como também o surgimento de suas favelas: Morro dos Cabritos, Morro dos Tabajaras, Complexo Pavão/Pavãozinho/Cantagalo, que se consolidaram entre 1920 e 1940.


Em suma, Copacabana foi construída com grande parcela da mão de obra constituída por negros que já moravam no Rio e por nordestinos e mineiros atraídos pelos empregos da construção civil, do comércio e dos serviços domésticos. Dessa forma o bairro se diversificou adquirindo uma rica multiculturalidade. O futebol de areia e o samba são os destaques da cultura local, Copa além de fornencer vários jogadores para os times mais famosos do futebol brasileiro, tem duas escolas de samba, a GRES Unidos de Vila Rica e a GRES Alegria de Copacabana , diversos blocos de rua e muitas rodas de samba.



O plano desenvolvimentista deu certo. O bairro cresceu e se modificou rapidamente. No início tivemos a fase dos palácios e mansões à beira mar e mais recentemente a explosão dos arranha-céus. Hoje Copacabana está entre os bairros mais famosos e prestigiados do Brasil. Seu apelido de Princesinha do Mar é devido a beleza de sua praia, considerada uma das mais bonitas e conhecidas do mundo. Com tudo isso o bairro viveu o que podemos chamar de explosão demográfica e , assim, o número de habitantes por m² também está entre os maiores do Brasil.



Copacabana é um receptivo e amado também pelos bairros vizinhos, Leme, Ipanema e Botafogo. O GRBC Aventureiros do Leme por duas vezes homenageou o bairro através dos seus temas-enredo “Uma Princesa Imortal” e “Um Século de Luxo e de Glória”. A agremiação carnavalesca, com sede no morro da Babilônia e Chapéu Mangueira conseguiu o seu único título de campeã no desfile de 1992, com o enredo em homenagem ao centenário de Copacabana, assinado pelo saudoso Albeci Pereira, famoso carnavalesco da decada de 90, da GRES Acadêmicos de Santa Cruz. Um lindo enredo que contava a historia do bairro, seus encantos naturais, sua gente, sua cultura e sua força econômica.


O samba-enredo de autoria de Álvaro Maciel, Maurício Monteiro e Wanderley Monteiro recebeu 10 de todos os jurados.



GRBC Aventureiros do Leme

Um Século de Luxo e de Glória


É fenomenal

Copacabana e sua história

Neste enredo triunfal

Um Século de Luxo e de Glória

Oh bairro tão fascinante

Até o sol é mais brilhante

Bem onde a burguesia nasceu


Aventureiros em poesia

Extravasando emoção

Tecendo a rede que anuncia

Que é seu meu coração


Vem pescador

Vem no seu barco singrando mares

Tem poeta e prosador

Têm boêmios pelos bares


A brisa mansa

Avança e abraça o calçadão

Beijando arranha-céus

Trazendo-me inspiração


Vou deitar na areia

Com a sereia

Vou namorar em noite de lua cheia



Parabéns Copacabana! Feliz aniversário. São 129 primaveras!

É o que desja toda equipe do Portal Favelas


77 visualizações