Favela do Cerro Corá recebe série de oficinas organizadas por movimentos populares em outubro


Na programação estão as oficinas de trança e maquiagem, de fotografia, de grafite, de elaboração de currículos - Divulgação


As atividades integram a 1ª Jornada de Trabalho e Renda do MTD, construída em parceria com Levante Popular da Juventude


Redação: Brasil de Fato | Rio de Janeiro (RJ)

14 de Setembro de 2021


Os moradores do Cerro Corá, favela localizada no bairro do Cosme Velho, na zona Sul do Rio de Janeiro, vão receber uma série de oficinas no mês de outubro. Entre elas, as oficinas de trança e maquiagem, de fotografia, de grafite, de elaboração de currículos e de cadastramento para o início do primeiro Ponto Popular de Trabalho do Rio.


Leia também: Feijão e não fuzil: estado do Rio de Janeiro também produz leguminosa agroecológica


As atividades integram a primeira Jornada de Trabalho e Renda do Movimento de Trabalhadoras e Trabalhadores por Direitos (MTD), desenvolvida em parceria com o Levante Popular da Juventude.

Para ajudar na realização da jornada, uma vaquinha online está no ar. O objetivo da página é alcançar até R$ 4 mil em doações, que podem ser feitas também via pix: mtdriojaneiro@gmail.com.


Além das oficinas, serão realizadas também atividades com a Rede de Cursinhos Populares Podemos+ e a apresentação da iniciativa da Cozinha Popular, que contará com a parceria do projeto Mão na Jaca nas oficinas e cursos.

A ideia segundo os organizadores é que as atividades se desdobrem em oficinas e cursos permanentes. “Queremos potencializar a geração de trabalho, renda e organização popular no Cerro. Convidamos a todas e todos para lutar coletivamente pelo trabalho, renda e moradia dignos, pelo direito à cidade e à uma vida digna na construção de um Projeto Popular para o Brasil”, dizem em nota.


Edição: Mariana Pitasse

2 visualizações