Cristo Redentor de braços abertos para o movimento hip-hop brasileiro pela primeira vez em 90 anos


O evento será realizado nesta sexta-feira, 28 de janeiro de 2022, às 19h, com Live que contará com a presença do Mano Brown e outras personalidades do Rap e da arte urbana, em comemoração ao pré-lançamento da Casa Hip-Hop Brasil na cidade do Rio de Janeiro, pelo Instituto BR 55, no Santuário Cristo Redentor, Rio de Janeiro – RJ.


Bruno Rafael e Maré Martin, produtores do evento.


O Cristo Redentor que representa a cidade do Rio de Janeiro internacionalmente, com uma das mais belas paisagens do mundo, completará 91 anos em 2022. Por esse título de beleza universal, foi escolhido a dedo para o pré-lançamento de uma casa que acolherá fãs do ritmo que agrada o mundo. Ao receber a proposta inédita, a coordenação recebeu de braços abertos os produtores Bruno Rafael e Maré Martin, do Instituto BR 55 e seus convidados para um evento com direito a Live do Mano Brown, rapper do grupo Racionais Mcs, do artista plástico e grafiteiro TOZ e dos DJS Mister Paulão Black Power, Mestre Lp, WLDZ e convidados ilustres.


“Pela primeira vez estamos levando um show de Hip-Hop ao Cristo Redentor. Isso demonstra o quanto o movimento é algo surpreendente e que pode estar em qualquer lugar do planeta, transformando a vida das pessoas para a melhor.” Bruno, presidente do Instituto BR 55 e produtor do evento. 

A diretoria do Instituto Niemeyer, que já acompanha o trabalho do BR 55, reforça a importância de promover a cultura em nosso país. Thiago Sanderson, vice-presidente do Instituto, destaca ainda que a parceria com movimento hip hop e o apoio aos irmãos Bruno Rafael e Maré Martin, produtores do evento, é uma forma de colaborar com o fortalecimento de uma consciência contra o racismo e pela valorização da arte.


A celebração já é considerada um grande marco na história da cultura nacional e será transmitida ao vivo nas redes sociais da instituição BR 55 e da Casa Hip-Hop Brasil, pontualmente às 19h.


O amor pela música nos faz percebê-la não com o fim em sim mesma ou em um pseudo-sucesso por ela conquistado. O Hip-Hop nos ajuda a entender o outro e nos provoca à inclusão pela arte” -  Destacou o reitor do Santuário Cristo Redentor, Padre Omar.

Imagem do Cristo Redentor , no Corcovado - Rio de Janeiro


A intenção é levar o movimento que conquista fãs de todas as idades ao maior cartão postal do Brasil no momento em que a arte urbana, que é um dos seus elementos, está cada vez mais evidenciada através dos grafites que embelezam os muros de diversas cidades do estado do Rio de Janeiro. Também está em alta, músicas que valorizam as manifestações artísticas e culturais contra a violência, principalmente acometidas aos negros, tornando o hip-hop e o rap cada vez mais aceitável justamente por contemplar em suas letras e modo de vida a busca por conhecimento, a dança Break, o Grafite, músicas que tenham DJ e MC.

"Essa conquista é importante para a cidade do Rio de Janeiro. O pré-lançamento da Casa Hip-Hop Brasil no Cristo Redentor é um grande marco para a história da cultura e do próprio movimento que está sendo aceito cada dia mais e entendido como expressão, arte legítima. O Hip-Hop Brasileiro Nasceu no Rio de Janeiro e atualmente é o estilo mais ouvido no Mundo." - Maré Martin, CEO BR Entretenimento.

Fonte: Angélica Cunha - Assessoria de Imprensa do Instituo Niemeyer

102 visualizações