• Redação

Cineastas de periferias do Rio realizam oficina grátis de Cinema

Entre os dias 16 e 23 de janeiro acontece a “Formação Livre em Cinema e Educação” realizada pelo Movimento Cultural Zona de Cinema. A iniciativa foi contemplada pela Lei Aldir Blanc, da Prefeitura do Rio, através da Secretaria Municipal de Cultura. A formação será mediada pelas jovens cineastas Gisele Motta, moradora de Santíssimo (Zona Oeste Carioca), e Catu Rizo (de Nilópolis), Baixada Fluminense.

O público-alvo do curso são professores do ensino básico de escolas públicas, arte-educadores, educadores populares, pais, mães e responsáveis de crianças e jovens que se articulam comunitariamente e demais interessados na interface entre cinema e educação. Catu e Gisele têm em comum a passagem pelo Projeto Imagens em Movimento, referência no Brasil em Pedagogia do Cinema, uma metodologia e conceito desenvolvido pelo cineasta francês Alain Bergala que hoje se propaga em rede por vários países. O longa-metragem de Catu, Com o terceiro olho na terra da profanação foi exibido no I Festival Zona de Cinema, em 2017, produzido por Gisele.

Buscando elaborar uma proposta educativa aberta, Catu e Gisele construíram uma formação livre, tecida através de relatos de experiências e narrativas de processos educativos nas quais foram mediadoras. Trazem suas trajetórias pelo cinema e pela educação como norte para apontar aos interessados pontos importantes da prática do fazer-cinema enquanto processo colaborativo, artístico e educativo. Assim, mostram alguns caminhos pelos quais os participantes podem trilhar suas próprias investigações sobre o tema.

O curso tem sete módulos, enviados para os estudantes como vídeo-aulas, além de um material de apoio em PDF. Após a realização do “Minuto Lumière”, exercício proposto na formação, os educadores e educandos se encontram online, ao vivo, para trocar sobre as atividades.

As inscrições e o curso são totalmente gratuitos. Inscritos e selecionados ainda podem ganhar bolsas de estudos dos parceiros do projeto. Serão selecionados 25 pessoas para participar da formação. Os interessados em certificado para fins acadêmicos podem indicar a necessidade no momento da inscrição. As inscrições foram encerradas dia 17 de agosto, devido a grande demanda.

Saiba mais sobre as mediadoras

Catu Rizo é cineasta, formada em Cinema e Audiovisual pela UFF, diretora do longa-metragem Com o Terceiro Olho na Terra da Profanação, premiado na 16º Mostra do Filme Livre. Mestre pelo programa de pós-graduação em Cultura e territorialidades, sua pesquisa versa sobre cinema, cidade, gênero e Baixada Fluminense. Está em fase de circulação com seu novo curta "A terra das muitas águas" e é professora de oficinas de cinema pelo projeto Imagens em Movimento.

Gisele Motta é graduada em Jornalismo e mestre em Comunicação. Atua como produtora audiovisual, documentarista, fotógrafa e arte-educadora. É diretora do curta-metragem documental Triste Baía, patrocinado pelo Canal Futura e exibido na Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental. É produtora do curta-metragem documental A Cor Laranja, incentivado pelo Canal Futura e participante do 19º Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental – Fica 2017. Desde 2016 atua como arte-educadora e educadora popular com foco em cinema, tendo realizado oficinas no Ponto de Cultura Caixa de Surpresa (RJ), no CIEP Che Guevara (RJ) e no Educandário Humberto de Campos (GO). É idealizadora do movimento Zona de Cinema, que promove sessões de filmes brasileiros nas praças e espaços públicos da zona oeste carioca e outras atividades culturais.

Mais informações, acesse: https://www.zonadecinema.art/

7 visualizações