Casos de covid aumentam e Fiocruz recomenda o uso de máscaras

Nesta quinta-feira (17), a Fundação Oswaldo Cruz – Fiocruz, divulgou uma nota reforçando a volta do uso de máscaras, levando em consideração o aumento recente do número de casos de covid-19. A recomendação também se estende a pessoas com fatores de risco para complicações da doença, em especial imunossuprimidos, idosos, gestantes e pessoas com múltiplas comorbidades.


Em nota, a Fiocruz disse “Em razão do aumento do número de casos de covid-19, o Observatório Covid-19 Fiocruz reforça a recomendação da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde em relação ao uso de máscaras em locais fechados ou com pouca ventilação, ou com aglomeração de pessoas”, disse.


A Fiocruz afirma ainda a importância da vacina estar em dia “A vacina ainda é a melhor medida de proteção individual e coletiva contra a doença. As pessoas devem buscar completar o seu esquema vacinal, incluindo a segunda dose de reforço já recomendada para todos os maiores de 18 anos”, diz.


Quem testar positivo para covid 19 deve aguardar 30 dias a partir do início dos sintomas para receber a dose de reforço.


Situação da doença no Estado do Rio de Janeiro


No estado do Rio de Janeiro, os casos aumentaram 430% em uma semana. De acordo com a Secretaria de Estado de saúde, os casos confirmados passaram de 4.368 para 18.799.


Segundo dados da MonitoraCovid-19, da Fundação Oswaldo Cruz, a média móvel de 7 dias para o registro de novos casos no estado do Rio passou de 650 no dia 07 de novembro para 2.658 no dia 11. Os óbitos não acompanharam a alta.


Já os atendimentos nas Unidades de Pronto Atendimento – Upa, passaram de 573 para 693, um aumento de 21%. As solicitações de leitos para tratamentos da Covid passaram de 28 UTIS para 37 e de 23 enfermarias para 46, ou seja, os atendimentos saltaram de 7 para 12 por dia.


Segundo a SES, a média de solicitações ainda está abaixo do verificado nos momentos mais graves da pandemia no Rio. “Na última onda causada pela variante ômicron, em janeiro e fevereiro deste ano, a média diária de solicitações de leitos chegou a 177, incluindo enfermaria e UTI. E no pico da onda causada pela variante Gama, em março de 2021, essa média chegou a 422 solicitações por dia”, disse.




15 visualizações