ALERTA: moradores do Jacarezinho temem ocupação da PM a qualquer momento

A prometida ocupação de favelas do Rio pelas Polícias Militar e civil do Rio de Janeiro pode acontecer a qualquer momento. Relatos de moradores da favela do Jacarezinho, na zona norte da cidade, dão conta que as principais entradas da favela já estão com presença de grande número de policiais militares e temem que a ocupação seja feita na noite/madrugada desta terça 18 de janeiro.

As lideranças comunitárias temem um confronto que poderia ser evitado com o diálogo e ação mais contundente de setores da inteligência do governo. Moradores estão dizendo que a ordem dos policiais é que todos fiquem em casa e tranquem bem suas portas. Estamos apurando junto ao Estado e aos órgãos de controle, mas, a princípio, não há resposta do Governo do estado sobre qualquer operação nas favelas.
Em maio do ano passado, o governador Claudio Castro já anunciava que retomaria no segundo semestre de 2021 a ocupação de comunidades, “com o estado presente”, diferentemente do programa das UPPs. Em novembro de 2021, foi publicado no G1 matéria dando conta de que Jacarezinho e Muzema seriam as primeiras favelas a serem ocupadas no polêmico programa “Cidade Integrada” <https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2021/11/10/cidade-integrada-novo-projeto-de-ocupacao-comunidades-preve-inicio-por-muzema-e-jacarezinho.ghtml>.
O projeto foi muito criticado e, aparentemente, o governo recuou na sua realização. Mas, agora, os sinais que vem da favela mostram exatamente o contrário. O projeto “Cidade Integrada” ameaça acontecer para substituir as UPPs, com base na força, numa ação que o Secretário de Polícia Civil, Alan Turnowski, revelou, ano passado, na coluna de Guilherme Amado, do Metrópolis, que será para corrigir erros do passado.
“As UPPs deram errado porque a PM ficava isolada no território, sem inteligência, sem investigação sobre as articulações dos grupos criminosos que antes dominavam aquelas favelas. A Polícia Civil vai estar junto não só no momento da ocupação, mas na manutenção”, explicou Turnowski à época, à coluna. https://www.metropoles.com/colunas/guilherme-amado/policia-civil-e-militar-trabalharao-juntas-na-ocupacao-de-favelas
443 visualizações