A verdade sobre a passagem de Lula no Complexo do Alemão

É mentira que o candidato Lula foi ao Complexo do Alemão para se encontrar com os chefes do narcotráfico. Esta afirmação leviana foi feita pelo candidato Jair Messias Bolsonaro, durante o debate desta sexta-feira, na Rede Globo. No debate anterior, da Band, o candidato do PL havia dito a mesma mentira que soou como um deboche e uma agressão ao povo que esteve na caminhada com Lula no Alemão. Mentira!!

A legião de repórteres e cinegrafistas pode constatar esta mentira do atual presidente. O candidato Lula teve reunião foi com com lideranças de comunidades do Rio de Janeiro, com quem conversou por mais de uma hora, na sede do jornal comunitário Voz das Comunidades. O encontro contou com nomes como Buba Aguiar, do coletivo Fala Acari, Alan Brum do Raízes em Movimento e Camila Santos (Camila Moradia), do Mulheres em Ação do Alemão. Da cena política carioca estavam presentes tambem, Marcelo Freixo, o prefeito Eduardo Paes, Alessandro Molon, Mônica Cunha e Renata Souza. Tambem participaram do encontro com Lula outras renomadas personalidades como o jornalista Chico Pinheiro e Valesca Popozuda. O ex-presidente recebeu de presente dos voluntários do Voz das Comunidades, um boné com as letras “CPX”, (Sigla de “complexo”), representando as comunidades do Rio de Janeiro.

Logo depois, saiu em caminhada pela estrada do Itararé. Abaixo, uma reprodução da edição do jornal Voz das Comunidades sobre a presença do povo no evento:



Enquanto o ex-presidente estava na Casa Voz, a Estrada do Itararé ganhava cada vez mais cores. Pessoas se amontoavam ao longo da via, dançavam e cantavam ao som de músicas de campanha de Lula. Faixas eram abertas e estendidas, bandeiras sacudiam na mesma harmonia que adesivos eram distribuídos. Mototaxistas fizeram um corredor para receber Lula e já aqueciam buzinas e ronco das motos para quando o presidente passasse. Integrantes da bateria da escola de samba Imperatriz Leopoldinense organizavam os instrumentos para embalar a festa. A Estrada do Itararé estava em festa.

Quando Lula iniciou a caminhada, a aglomeração era imensa. Ninguém queria perder nada do evento. Ao lado de Renê Silva, Camila Moradia, Freixo, Eduardo Paes, além de outros líderes e celebridades, o presidente rumou pela Estrada do Itararé. Logo no início da caminhada, Lula tomou o microfone e, em um rápido discurso, relembrou das obras que o Complexo do Alemão recebeu com o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) durante o seu governo. O ex-presidente também alfinetou o adversário sobre a compra de imóveis em dinheiro vivo. O público vibrou.

Em frente ao Colégio Estadual Jornalista Tim Lopes, Lula saudou a bateria da Imperatriz Leopoldinense. O presidente beijou o pavilhão da escola e tremulou a bandeira. Do outro lado da rua, uma faixa de 9 metros de altura, com os dizeres “Vote por Marielle Franco” foi estendida a partir de uma varanda. O candidat saudou a mensagem.

Mais tarde, o Lula chegou ao Largo do Itararé, onde um caminhão de som o aguardava, e logo subiu no palanque junto com políticos, líderes e artistas como Camila Pitanga e seu pai, Rocco Pitanga. Antes do discurso mais esperado, figuras públicas falaram um pouco não só com Lula, mas também com quem acompanhava. Por fim, o candidato à presidência tomou a palavra sob aplausos da multidão.

Esta é a verdade sobre a visita de Lula ao CPX do Alemão (fotos de Vilma Ribeiro, Renato Moura e Selma Souza - da Voz das Comunidades




Janja, Lula e Renê Silva, liderança comunitária do Alemão e diretor do Voz das Comunidades

35 visualizações