Pelo arroz nosso de cada dia: imposto zerado para os importados

Ontem, dia 9, a Câmara de Comércio Exterior, vinculada ao Ministério da Economia, zerar a alíquota do imposto de importação para o arroz em casca e beneficiado. A isenção tarifária valerá até 31 de dezembro deste ano. 


Os aumentos de preços dos alimentos da cesta básica tem pesado muito na renda dos mais pobres. O feijão que custava R$ 4, pulou pra R$ 12, e hoje, na promoção não sai por menos de R$ 6. Com o arroz, não foi diferente, e os aumentos chegaram até a triplicar o valor do grão, que passou de uma média de R$ 15 para até R$ 40, o pacote com cinco quilos, dependendo da região e da marca adquirida.


De acordo com o órgão, a redução temporária está restrita à cota de 400 mil toneladas, incidente arroz com casca não parboilizado e arroz semibranqueado ou branqueado, não parboilizado. Até então, a Tarifa Externa Comum (TEC) incidente sobre o produto era de 12%, para o arroz beneficiado, e 10% para o arroz em casca. 




O Portal Favelas é uma construção coletiva de moradores de favelas, para falar de e para as favelas, por meio da integração dos diversos canais de comunicação locais ou regionais.

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
  • Twitter